Pluralismo na psicanálise

IMPRESSO

Valor:

Esgotado – R$ 35,90

EBOOK

SINOPSE

Pluralismo na psicanálise é um livro-coletânea que cumpre a iniciativa de dar visibilidade aos resultados das atividades da linha de pesquisa intitulada Filosofia da Psicanálise do Programa de Pós-Graduação em Filosofia (PPGF) da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Em suas atividades, ela contempla disciplinas, seminários, orientações, congressos, editorações, traduções, projetos em parcerias nacionais e internacionais, entre outros. Neste livro, o leitor encontrará capítulos de seus membros e de alguns colaboradores nacionais e internacionais, apresentando temáticas caras à pesquisa filosófica, de modo a constituírem uma amostragem do ocorrido.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS

Impresso
Formato: 15 x 23 cm
Páginas: 374
Ano: 2016

E-book
Formato: epub
Páginas: 393
Ano: 2017

Referência
FONSECA, E. R. Pluralismo na psicanálise. Curitiba: PUCPRESS, 2017.

AUTOR

Eduardo Ribeiro da Fonseca
Psicanalista, Professor e Pesquisador em Filosofia, membro e professor do PPGF (Linhas de Pesquisa Filosofia da Psicanálise e Ontologia) e do Curso de Licenciatura/ bacharelado em Filosofia da PUCPR. Professor visitante da Universidade Católica de Moçambique. Psicólogo, CRP 08/08064-2. Graduado em Psicologia pela Universidade Tuiuti do Paraná (1994), mestre em filosofia moderna e contemporânea pela UFPR (2003) e doutor em filosofia moderna e contemporânea pela USP (2010). Prêmio Jabuti em 2013 com o livro Psiquismo e vida: O conceito de impulso nas obras de Freud, Schopenhauer e Nietzsche (2012). Tradutor dos Complementos ao livro O Mundo como Vontade e Representação, de Arthur Schopenhauer (2014), em dois volumes, Prêmio Jabuti em 2015 na categoria Tradução. Avaliador Ad Hoc de livros CAPES (2016-17). Membro da linha de pesquisa Filosofias da Existência do grupo de pesquisa Metafísica Contemporânea (UFRN/CNPq) e Moralidade, Literatura e Sociedade (UFSM/ CNPQ). Participa do conselho editorial das revistas Voluntas – Estudos sobre Schopenhauer e Natureza Humana – Revista Internacional de Filosofia e Psicanálise. Coordenador do GT de Filosofia e Psicanálise e membro do GT Schopenhauer da ANPOF, e da seção brasileira da Schopenhauer-Gesellschaft.

Francisco Verardi Bocca
Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela PUCCAMP (1985); bacharel e licenciado em Filosofia pela UNICAMP (1997); mestre em Filosofia pela UNICAMP (1994) e doutor em Filosofia pela UNICAMP (2001). Pós-doutor em Filosofia pela UFSCar (2009) e pela Universidade de Paris VII – Denis Diderot (2014). Professor Titular do Programa de Mestrado e Doutorado em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Atua nos seguintes temas: filosofia da história, psicanálise, materialismo e evolucionismo. Compõe a linha de pesquisa Filosofia da Psicanálise do PPGF-PUCPR, Compõe e lidera o grupo de pesquisa Filosofia da Psicanálise (PUCPR), compõe ainda os grupos de pesquisa Filosofia e Psicanálise (UFSCar), Filosofia e Práticas Psicoterápicas (UNICAMP) e o Centro de Estudos de História e Filosofia das Ciências Humanas (UFJF), cadastrados no CNPQ. No biênio de 2008 a 2009 ocupou a coordenação do G. T. Filosofia e Psicanálise da ANPOF. Membro associado da Associação Brasileira de Estudos do Século XVIII. Foi bolsista produtividade pela Fundação Araucária – PR no ano de 2013.

Rogério Miranda de Almeida
Possui graduação em Bacharelado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1984), graduação em Licenciatura em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1985), graduação em Bacharelado em Teologia pela Universidade de Estrasburgo, França (1987), graduação em Licenciatura em Teologia – Universidade de Estrasburgo (1988), graduação em Diplôme Supérieur de Théologie Catholique – Universidade de Estrasburgo (1991), graduação em Diplôme d’Etudes Approfondies – Universidade de Estrasburgo (1990), mestrado em Teologia – Universidade de Estrasburgo (1989), doutorado em Teologia – Universidade de Estrasburgo (1993) e doutorado em Filosofia pela Universidade de Metz, França (1997). Lecionou filosofia e teologia no Saint Vincent College, Latrobe, Pensilvânia, Estados Unidos; lecionou filosofia no Pontificio Ateneo Sant’Anselmo e teologia na Universidade Gregoriana, ambos em Roma. Professor emérito da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (programa de pós-graduação em filosofia). Atualmente é professor de filosofia na FASBAM (Faculdade São Basílio Magno) e professor de teologia sistemática no Claretiano – Centro Universitário (Curitiba). Atua principalmente nas áreas de história da filosofia antiga e medieval (Platão, Agostinho de Hipona, as relações entre fé e razão, fé e ciência); filosofia contemporânea (Schopenhauer e Nietzsche); filosofia e psicanálise (Freud, Lacan, a questão da linguagem, do sujeito e do desejo).

Zeljko Loparic
Possui graduação em Filosofia – Université Catholique de Louvain (1962), mestrado em Filosofia – Université Catholique de Louvain (1965) e doutorado em Filosofia – Université Catholique de Louvain (1982). Atualmente é professor curso formação clínica winnicottian – Beijing Mental Health Facilitating Center, professor da escola de medicina do hospital – Beijing Mental Health Facilitating Center, professor e pesquisador da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, professor adjunto da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, professor do curso de formação em clínica do Instituto Brasileiro de Psicanálise Winnicottiana e presidente do Instituto Brasileiro de Psicanálise Winnicottiana. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em História da Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: winnicott, heidegger, kant, teoria e psicanalise.

COMPARTILHE

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

SUMÁRIO

Apresentação

Hagiografia e difamação na história da psicanálise: as duas faces do excepcionalismo
Richard Theisen Simanke e Fátima Caropreso

Comte com Freud – possibilidades de pensar a história
Francisco Verardi Bocca

Métapsychologie. Parcours inaugural d’un concept
Luiz Eduardo Prado de Oliveira

Esse inútil devaneio. A metapsicologia como uma resposta de Sigmund Freud à metafísica
Eduardo Ribeiro da Fonseca

Georges Politzer e a interpretação dos sonhos
André Carone

Achievements off Winnicott’s revolution
Zeljko Loparic

Apontamentos sobre o paradigma da psicanálise de Winnicott
Eder Soares Santos

Da dimensão ontológica da psicanálise: considerações à luz de Kuhn e Heidegger
Caroline Vasconcelos Ribeiro

Contra o Honneth e sua interpretação de D. W. Winnicott ou o papel do modelo ontológico na constituição de uma matriz disciplinar psicanalítica
Suze Piza

Agostinho, Lacan e a questão do signo linguístico
Rogério Miranda de Almeida

Quando o verbo não se faz carne: o pathos da palavra
Sidney Nilton de Oliveira e Desirée Varella Bianeck

O enactment e suas articulações com a contratransferência
Valmir Uhren

Du cercle au noeud: sur la topologie du mouvement obscur de l’existence
Guy-Félix Duportail

Charcot (1893)
Sigmund Freud

OUTRAS PUBLICAÇÕES